domingo, 13 de abril de 2008

"A ciência médica de House"

Gregory House é um médico infectologista muito do rabugento que protagoniza uma aclamada série médica norte-americana, criada por David Shore, exibida aqui pela Universal e pela Record aqui no Brasil, chamada House.

Esse médico viciado em analgésicos e fã de novelas, me conquistou há anos! Sim, com seu constante mau-humor, seu irritante cepticismo e seu brilhante sarcasmo, ele foi peça chave num momento bem decisivo para mim: acreditem ou não dr. House me diagnosticou!

Parece mentira, eu sei, nem falo muito sobre isso com as pessoas, porque é realmente algo fantástico, e digo até 'inventoso' demais até para mim... (se alguém me contasse que já havia procurado dúzias de especialistas e que todos diziam que não havia nada de errado e, porventura, um dia vendo TV descobre através de um médico personagem que o seu problema tem nome... eu não acreditaria).

Para quem ainda não conhece - House, que é interpretado por Hugh Laurie, só estuda casos intrigantes (raros e de difícil diagnóstico) e não gosta de ter contato com pacientes. Ele tem uma teoria própria de que 'todo mundo mente' e prefere não perder tempo dando atenção ao doente – mesmo porque o que o interessa mesmo é a doença. Ele tem um Q de Sherlock Holmes - o próprio criador da série não nega as influências e as evidências: Sherlock investigava crimes? House investiga doenças. Opta por deduções científicas, é solitário e celibatário, toca piano e recorre a drogas para aliviar as dores do corpo e da alma. O nome do único amigo de House... adivinhe?

O infectologista trabalha com uma jovem equipe e utiliza sempre o método socrático - um discurso caracterizado pela maiêutica e pela ironia que leva, primeiro, a pessoa a entrar em contradição, e depois faz com que chegue à conclusão de que o seu conhecimento é limitado. (É ele é bem cruel com os pacientes, com os funcionários e até com os amigos).

Sempre me empolgo escrevendo sobre o dr. House, mas hoje eu quero falar mesmo é que como eu “paciente de House” deve haver outros! Pois então, qual não foi minha surpresa com o lançamento do livro "A ciência médica de House" do jornalista Andrew Holtz. Sim, o coleguinha é um desses fãs da série que um dia parou para se perguntar se aqueles casos bizarros e difíceis eram baseados em fatos ou não passavam de ficção... e com uma extensa pesquisa Holtz descobriu: é tudo verdade mesmo!

O ex-repórter de notícias de saúde do canal jornalístico CNN mostra no livro a solução dos mistérios da série com muitos detalhes e de maneira de fácil entendimento, sem jargões médicos.

Para embasar sua pesquisa, o autor estudou publicações médicas, entrevistou especialistas e até participou de reuniões como as que vemos na série, em que House, Cameron, Foreman e Chase escrevem todos os sintomas num quadro branco e começam a divagar sobre qual pode ser a causa de tudo.

De uma misteriosa ocorrência de malária no cérebro até os tratamentos pouco ortodoxos aplicados por House em diversas situações - como quando o mal-humorado doutor recomenda fumo para tratar uma doença inflamatória no intestino - tudo é desvendado.

Bem, fica a minha dica para fãs de House, amantes da medicina e curiosos de plantão!

3 comentários:

Thaïs disse...

Não sou fã de "seriados médicos", mas fiquei muito interessada em conhecer esta. Valeu pela dica! ;)

Vilma disse...

Eu me chamo Vilma, moro em Ribeirão Preto, sou portadora de MG a 25 anos no começo foi super difícl, mas agora ja me acostumei coma doença..rrss
e estou controlada...
Mas foi uma barra chegar até aqui, mas com Fe em Deus, consegui...
Bjos........

ESTUDO DE DOENÇAS RARAS disse...

conheç a nosso blog

http://estudandoraras.blogspot.com